Tabocas - Prestadores de serviços da Usina Solar fazem manifestação contra falta de pagamento

tabocas5

Fornecedores de máquinas e equipamentos e empresas que prestam os mais diversos tipos serviços para a Usina Solar do Parque Voltaico Ituverava, que está sendo construída em Tabocas do Brejo Velho, Oeste da Bahia, bloquearam na manhã de ontem, 06, a entrada do canteiro de obras para reivindicar o pagamento pelos serviços prestados.

parque

A usina solar pertence a multinacional italiana Enel Green Power e começou a ser implementada em dezembro de 2015 com estimativa de produzir 500 GWh por ano. A previsão é que o parque solar entrará em funcionamento em meados de 2017. Esta é a maior usina de energia solar da América Latina e ajudará a suprir à demanda constante de energia elétrica no país – que de acordo com estimativas vai aumentar a uma taxa média de 4% ao ano até 2020.

tabocas

Segundo um dos empresário que prestou serviços para a Ambiente Gaia, uma das empresas terceirizadas pela Enel Green Power, são vários fornecedores em atraso, já chegando há quatro meses após terem concluído os serviços de limpeza da área e supressão vegetal. “A Ambiente Gaia era contratada pela empresa Enerray, responsável pela ponte entre os fornecedores e a empresa Enel. A Enerray pagou todos

os funcionários da Ambiente Gaia, mas os fornecedores ficaram em descoberto, uma vez que a Ambiente Gaia já levantou acampamento e abandonou o canteiro de obras”, disse o empresário, preocupado em receber o que lhe é de direito.

Ainda segundo o empresário, o débito da Enel para com os fornecedores da região é de R$ 1.359.223,21, destes, R$ 300.000,00 somente com fornecedores de Tabocas do Brejo Velho.

Em reunião com os manifestantes na manhã de hoje, o representante da Enerray afirmou que vai solucionar o problema e repassar os valores devidos para que a Ambiente Gaia possa sanar o débitos dos fornecedores contratados. “O indiano Alok, proprietário da Enerray, informou que entre quinta-feira, 09, e sexta-feira, 10, vai se reunir um a um dos 50 fornecedores da região que tem dinheiro a receber da Ambiente Gaia”, concluiu o empresário.

Com todo esse volume de pagamentos em atrasos, a Usina Solar do Parque Voltaico Ituverava continua a oferecer vagas de trabalho para quem reside em Tabocas do Brejo Velho e cidade circunvizinhas como Serra Dourada, Brejolândia e Santana.

Além dos fornecedores em atraso, participaram da manifestação moradores da comunidade vizinha a Usina, cobrando providências quanto a poeira levantada pelos carros e caminhões da obra.

 

Seria interessante que as autoridades públicas dos municípios da região e do governo do estado também exerçam pressão junto aos empresários desse mega empreendimento para que não ocorra o mesmo que aconteceu com a Abengoa em Barreiras, onde fornecedores de vários estados do Nordeste estão amargando com um prejuízo milionário, estimado em mais de R$ 70 mi.

A companhia espanhola Abengoa, de energia renovável e infraestrutura, encerrou as atividades no Brasil e entre os contratos firmados entre a empresa e o Governo Federal estava a renovação da rede de transmissão de energia desde a cidade de Miracema/TO até Sapeaçu/BA. Neste trecho vários fornecedores e prestadores de serviços de Goiás, Tocantins, Piauí e Bahia, estão há quase um ano sem resposta quanto ao crédito que têm junto a empresa espanhola.

 

Fonte: JornalNF | Fotos divulgação

Mais informações: www.jornalnovafronteira.com.br

Enviar comentário

voltar para NOTíCIAS

left show fwB tsN center|tsN fwB fsN center|show fwB fsN normalcase tsN center|bnull||image-wrap|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|news login fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||