Barreiras - Professores fazem paralisação de advertência

Os professores municipais de Barreiras Bahia, iniciaram nesta segunda-feira (7), primeiro dia do ano letivo na cidade, uma paralisação de advertência que vai durar dois dias. A categoria reivindica reajuste salarial, melhoria na estrutura das escolas e que a administração municipal dê uma posição com relação aos professores que solicitaram aumento de carga horária.

"Existem 150 vagas disponíveis para professor em Barreiras e, segundo a legislação, a prioridade dessas vagas são para professores concursados que desejem aumentar sua carga horária. Noventa e cinco profissionais fizeram essa solicitação há mais de 60 dias, mas não obtiveram resposta", afirma Arisangela Farias, presidente do Sindicato dos Professores Públicos Municipais de Barreiras (Sinprof).

A prefeitura de Barreiras informou que até a última semana estava negociando com a categoria, mas que com a paralisação, a negociação foi suspensa e só será retomada quando os professores estiverem em sala de aula. Nesta terça-feira (8), os professores participarão de uma  assembleia, às 14h, na Câmara de Vereadores, que vai decidir os rumos do movimento.

Na rede municipal de Barreiras estudam mais de 23 mil alunos, divididos em 87 escolas. De acordo com o Sinprof, 97% da categoria aderiu ao movimento.

Fonte: g1.com.br/bahia

 

Enviar comentário

voltar para NOTíCIAS

left show fwB tsN center|tsN fwB fsN center|show fwB fsN normalcase tsN center|bnull||image-wrap|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|news login fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||